quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Comitê traça estratégia para abafar vaias a Temer na abertura dos Jogos


© Fornecido por New adVentures, Lda.
O Comitê Organizador da Rio-2016 trabalha para ter uma carta na manga caso a fala do presidente interino, Michel Temer, seja sucedida por prováveis vaias.
A participação do peemedebista se restringirá à frase "Declaro abertos os Jogos do Rio, celebrando a 31ª Olimpíada da era moderna", uma tradição seguida em todas as Olimpíadas, que não deve durar mais do que dez segundos.
Caso as vaias ocorram, a organização do evento, segundo o jornal Folha de S. Paulo, deverá aumentar o som de uma música de modo a abafar as vozes do público ou, ainda, colocar um efeito sonoro em alto volume no Maracanã.
Na abertura da Copa do Mundo, em 2014, a então presidente Dilma foi duramente hostilizada por torcedores presentes à Arena Corinthians. O mesmo ocorreu no ano anterior, no Mané Garrincha, na Copa das Confederações, e em 2007 com o ex-presidente Lula, no Pan.
fonte:Notícias ao minuto



  • Facebook terá vídeos ao vivo com filtros similares...
  • Venezuela: 87% dizem não ter dinheiro para comprar comida...
  • Refugiados afirmam ter visto Jesus em travessia ...
  • Coca, Ambev e Pepsi fecham acordo: não vender refrigerantes...
  • Menina escreve carta à mãe e denuncia pai por estupro ...
  • Incêndio em pet shop mata animais
  • Número de mortos por H1N1 no Brasil sobe ..
  • A árvore da morte
  • Bebês com três pais podem se tornar realidade...
  • Eduardo Paes minimizou o estado de calamidade pública...
  • Imprensa internacional repercute decreto de calamidade pública...
  • Especialistas questionam decreto de calamidade pública...
  • Governo do RJ decreta estado de calamidade pública...
  • Cobra é encontrada congelada por causa do frio
  • Morre o filho de Eyshila.
  • Nasce bebê de mulher que estava com morte cerebral...
  • Turista é presa e condenada por denunciar estupro ...
  • Terrorista mata um policial e sua esposa em ataque...
  • Supremo vai decidir sobre abertura de inquérito ...
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário