quarta-feira, 1 de junho de 2016

WhatsApp: novo golpe promete versão ‘golden’ do aplicativo

Novo golpe no WhatsApp promete versão exclusiva do aplicativo de mensagens
Novo golpe no WhatsApp, que promete uma versão exclusiva, rouba dados importantes do usuário



Atenção para mais um golpe no WhatsApp, se você recebeu um misterioso “convite” para participar de uma versão “gold” ou “golden” do aplicativo, que só seria utilizado por celebridades, a mesma é nada mais que um golpe que pode roubar dados do smartphone dos usuários.
Junto com o convite, a pessoa recebe um link — de acordo com a mensagem, que promete que a atualização terá recursos exclusivos, como chamadas em vídeo e a possibilidade de enviar até 100 imagens de uma vez só, você precisa clicar na URL para baixar a versão premium do aplicativo de mensagens. No entanto, ao acessar o link, o usuário acaba baixando vários malwares, arquivos nocivos que conseguem espiar dados de navegação e roubar dados importantes (como senhas de cartão de crédito) das pessoas.
De acordo com o Metro, o texto da mensagem começa com: “Hey, Finally Secret WhatsApp Golden version has been leaked. This version is used only by big celebrities. Now we can use it too!”, dizem (“Ei, finalmente a versão secreta do WhatsApp Dourado vazou! Essa versão só é usada por grandes celebridades. Agora nós podemos usá-la também”, diz a tradução) — por enquanto, a mensagem só foi encontrada em dispositivos que usam o Android.
Se você receber mensagens do tipo, NÃO CLIQUE no link anexado e delete o conteúdo imediatamente. Também vale a pena avisar as pessoas que lhe enviaram o convite de que se trata de um vírus — e que o aparelho delas está distribuindo malware.
Se você viu essa reportagem tarde demais e clicou no link, saiba que é possível remover os arquivos nocivos do aparelho. Para isso, é necessário desligá-lo e reiniciá-lo em modo de segurança (um procedimento que é diferente para cada modelo de celular).
Ao reiniciar o smartphone em modo de segurança, use o gerenciador do dispositivo para encontrar o aplicativo nocivo e removê-lo. O meio mais fácil de identificá-lo é pela data de instalação. Após remover o malware, reinicie o dispositivo normalmente para verificar se o procedimento deu certo.
 Fonte: Veja S.Paulo




  • Kim Kardashian receberá prêmio por quebrar a internet...
  • Collor dá lição de moral, critica fisiologismo ...
  • Ataques terroristas matam quase 100 pessoas
  • Prestes a ser afastada, Dilma publica 14 decretos
  • Comissão do Senado aprova relatório pelo impeachment...
  • TRE condena Temer, que está inelegível pelos próximos...
  • Espanha registra 1º caso de microcefalia relacionado...
  • Temer pode ser primeiro presidente 'ficha-suja
  • WhatsApp manda executivos ao Brasil
  • Comissão do Senado tem 'Cunha psicopata' e Dilma ...
  • Primeiro processo por crime de guerra na Síria ...
  • Trump segue invencível
  • Brasileira é suspeita de abandonar criança ...
  • Corpos de alpinistas são achados no Himalaia 16 anos depois...
  • Avanço de supergonorreia que pode se tornar intratável...
  • Prefeito do Rio' em cerimônia da Tocha
  • Juiz que suspendeu WhatsApp vai enfrentar processo...
  • Janot afirma que Cunha era 'um dos líderes' ...
  • Francês processa empresa porque trabalho era entediante...
  • Obama posta foto de 5ª série e homenageia professora...
  • Mark Zuckerberg diz que bloqueio do WhatsApp foi '...
  • Três irmãos de 5 anos foram fotografados distribuindo...
  • Brasil já teve 290 mortes por H1N1 este ano
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário