terça-feira, 3 de maio de 2016

Mark Zuckerberg diz que bloqueio do WhatsApp foi 'muito assustador'

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, falou sobre implantação do botão 'não curti' em evento da empresa (Foto: Reprodução/Stream)

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook
(Foto: Reprodução/Stream)
Mark Zuckerberg, criador do Facebook, comentou o bloqueio e liberação do WhatsAppno Brasil, em post na rede social, nesta terça-feira (3).
"A ideia de que todos os brasileiros possam ter seu direito à liberdade de comunicação negado desta forma é muito assustadora em uma democracia", escreveu Zuckerberg.
A proibição
O popular app de mensagens começou a voltar a funcionar na tarde desta terça (3), após pouco mais de 24h fora do ar. O bloqueio do WhatsApp no Brasil começou às 14h de segunda-feira (2). O juiz Marcel Maia Montalvão, da Vara Criminal de Lagarto, em Sergipe, determinou que TIM, Oi, Claro, Vivo e Nextel suspendessem o acesso ao app por 72 horas.
O WhatsApp conseguiu obter uma decisão favorável da Justiça de Sergipe e derrubou o bloqueio. O desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe, Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, aceitou um pedido de reconsideração dos advogados do WhatsApp, após a defesa do aplicativo ter um um primeiro recurso negado.
Veja a mensagem de Mark Zuckerberg:
"WhatsApp já está disponível de novo no Brasil! Vocês se expressaram e suas vozes foram ouvidas. Quero agradecer a nossa comunidade por nos ajudar a resolver essa situação.
Contudo, a ideia de que todos os brasileiros possam ter seu direito à liberdade de comunicação negado desta forma é muito assustadora em uma democracia.
Você e seus amigos podem ajudar a garantir que isso nunca mais aconteça e eu espero que vocês se envolvam.
Amanhã, às 18h, em Brasília, a recém-formada Frente Parlamentar pela Internet Livre vai promover um evento que apresentará projetos de lei para evitar o bloqueio de serviços de internet como o WhatsApp.
Se você é brasileiro e apoia o WhatsApp, eu quero incentivá-lo a expressar sua opinião.
Compartilhe essa causa assinando a petição:
https://www.change.org/p/bloqueio-não-a-internet-no-brasil-deve-ser-livre
E comparecendo ao evento pessoalmente amanhã:
https://www.facebook.com/events/1735225276749706/
O maior impacto que você pode causar é indo ao Congresso, às 18h, e também participando da discussão sobre a importância de conectar as pessoas.
Os brasileiros estão entre os líderes na tarefa de conectar o mundo e criar uma internet aberta há muitos anos. Eu espero que vocês expressem sua opinião e exijam mudanças.
‪#‎ConectaBrasil‬ ‪#‎ConecteoMundo‬"
fonte:G1

  • Estado americano declara pornografia como ‘problema de saúde pública...
  • ‘Grande terremoto': alerta de especialistas no Japão...
  • H1N1 já provocou 153 mortes no Brasil este ano
  • Investigações miram aliados de Michel Temer
  • Renan rejeita pedido de julgar Dilma e Temer juntos...
  • 62% dos brasileiros querem novas eleições presidenciais...
  • Mulher tenta impedir demolição de igreja e é enterrada v...iva
  • Liberdade religiosa ainda é um desafio em Cuba
  • Polícia investiga se Bolívia mandou ônibus para o ato politico...
  • Ministro da Justiça manda PF investigar compra de ...
  • ONU se diz ‘preocupada’ com tensão política no Brasil...
  • Senado tem maioria para afastar Dilma, mas faltam ...
  • Cunha pode ser afastado da presidência da Câmara
  • Cunha recebeu propina de R$ 52 milhões em 36 parcelas...
  • Brasil deve R$ 3,2 bilhões a órgãos como ONU e OMS...
  • ‘Eu MORO com ele': esposa de Sérgio Moro cria página...
  • STF determina que Câmara dê continuidade a processo...
  • Investigação global revela contas de políticos e c...

  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário