terça-feira, 3 de maio de 2016

Brasil já teve 290 mortes por H1N1 este ano

Vacinação contra Gripe H1N1 em Jacareí (Foto: Alex Brito/Divulgação Prefeitura de Jacareí)
Ao todo, foram 1.571 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1 até 23 de abril. A SRAG é uma complicação da gripe -- o total de casos no período, incluindo todos os tipos, foi de 15.513.
O estado de São Paulo, o mais populoso do país, teve também o maior número de óbitos por H1N1: 149. Somente oito estados do Norte e Nordeste ainda não tiveram mortes por causa do influenza A/H1N1 este ano.
Outro balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta terça indica que 21,3 milhões de pessoas já se vacinaram contra gripe neste ano, o que equivale a cerca de 43% das 49,8 milhões de pessoas consideradas de risco para complicações por gripe no país. O objetivo do ministério é que pelo menos 80% desse público-alvo sejam vacinados.
Para a campanha de vacinação, que vai até 20 de maio, foram adquiridas 54 milhões de doses da vacina que protege contra os três subtipos do vírus recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para 2016: A/H1N1, A/H3N2 e influenza B.
Segundo o balanço, lideram a vacinação até o momento o Amapá (78,11%), Distrito Federal (64,7%), Goiás (63,5%) e São Paulo (61,6%).
Ao todo, foram 1.571 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1 até 23 de abril. A SRAG é uma complicação da gripe -- o total de casos no período, incluindo todos os tipos, foi de 15.513.
O estado de São Paulo, o mais populoso do país, teve também o maior número de óbitos por H1N1: 149. Somente oito estados do Norte e Nordeste ainda não tiveram mortes por causa do influenza A/H1N1 este ano.
Outro balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta terça indica que 21,3 milhões de pessoas já se vacinaram contra gripe neste ano, o que equivale a cerca de 43% das 49,8 milhões de pessoas consideradas de risco para complicações por gripe no país. O objetivo do ministério é que pelo menos 80% desse público-alvo sejam vacinados.
Para a campanha de vacinação, que vai até 20 de maio, foram adquiridas 54 milhões de doses da vacina que protege contra os três subtipos do vírus recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para 2016: A/H1N1, A/H3N2 e influenza B.
Segundo o balanço, lideram a vacinação até o momento o Amapá (78,11%), Distrito Federal (64,7%), Goiás (63,5%) e São Paulo (61,6%).
fonte:G1


  • Estado americano declara pornografia como ‘problema de saúde pública...
  • ‘Grande terremoto': alerta de especialistas no Japão...
  • H1N1 já provocou 153 mortes no Brasil este ano
  • Investigações miram aliados de Michel Temer
  • Renan rejeita pedido de julgar Dilma e Temer juntos...
  • 62% dos brasileiros querem novas eleições presidenciais...
  • Mulher tenta impedir demolição de igreja e é enterrada v...iva
  • Liberdade religiosa ainda é um desafio em Cuba
  • Polícia investiga se Bolívia mandou ônibus para o ato politico...
  • Ministro da Justiça manda PF investigar compra de ...
  • ONU se diz ‘preocupada’ com tensão política no Brasil...
  • Senado tem maioria para afastar Dilma, mas faltam ...
  • Cunha pode ser afastado da presidência da Câmara
  • Cunha recebeu propina de R$ 52 milhões em 36 parcelas...
  • Brasil deve R$ 3,2 bilhões a órgãos como ONU e OMS...
  • ‘Eu MORO com ele': esposa de Sérgio Moro cria página...
  • STF determina que Câmara dê continuidade a processo...
  • Investigação global revela contas de políticos e c...
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário