segunda-feira, 18 de abril de 2016

Senado tem maioria para afastar Dilma, mas faltam votos para condenação

Imagem: Edilson Rodrigues/Ag.Senado

Senadores de partidos de oposição esquadrinharam votos em cada uma das etapas pelas quais passará agora o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e concluíram que, no atual cenário, existe ampla maioria para afastar a petista na votação em plenário. Essa fase do processo deve ocorrer nos primeiros dias de maio.
Para o afastamento, é necessária metade mais um dos presentes em plenário, e não do universo total de 81 senadores. Senadores contabilizam, porém, que ainda não conseguiram até hoje os 54 votos para a condenação de Dilma no processo de impeachment propriamente dito. Na sessão plenária a ser presidida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, e em que é avaliado o libelo acusatório contra Dilma, são necessários dois terços dos votos do plenário do Senado, ou seja 54 apoios. 
Fonte: Veja

  • Soda cáustica recupera coral vítima de CO2
  • Homem é preso por ataques racistas a Taís Araújo ...
  • Justin Bieber é criticado por usar camiseta com frase...
  • Governo manda funcionário a Las Vegas para entende de jogos de azar...
  • Apesar das ameaças de morte, Sergio Moro se pronuncia...
  • Lula fortalece o meu governo; diz Dilma
  • Multidão pede renúncia de Dilma
  • Grampo pega conversa entre Dilma e Lula
  • Prefeitura do Rio faz ajustes em 11 linhas de ônibus...
  • Água servida de graça em bares e restaurantes do Rio...
  • Policiais civis fazem paralisação de três dias  ...
  • WhatsApp: novo vírus faz com que usuários tenham ...
  • França confirma caso de zika por transmissão sexual...
  • Jovens não podem ser evangelizados no Tajiquistão...
  • Microcefalia: 59% dos brasileiros desaprova aborto...
  • Governo não corta nem 20% dos comissionados após a...
  • Um jihadista no Brasil
  • 'Homem-árvore' fará 15 operações para se livrar 
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário