sexta-feira, 29 de abril de 2016

Filhas criam grupo no Whatsapp para planejar assalto ao próprio pai

Uma das conversas entre os suspeitos planejando o crime  (Foto: Reprodução / TV TEM)

Segundo a polícia, a quadrilha foi organizada pelas moças, uma de 21 anos e outra de 17. As principais provas foram encontradas nos celulares delas. De acordo com a polícia, tudo foi combinado entre as duas e os assaltantes por mensagens. Em uma delas, um dos criminosos diz que se o pai dela atirasse, ele iria atirar também. “A filha mais velha criou o grupo e era a administradora. Por meio de um amigo dela, ela chamou indivíduos com passagem pela polícia e foi combinado assalto na sua própria casa”, afirma o delegado Alessander Lopes.
A polícia acredita que o roubo foi planejado durante 40 dias e colocado em prática no fim do mês passado, no dia 27 de março. Os três homens entraram na casa do comerciante, levaram joias, dinheiro e armas. Para que ninguém desconfiasse do plano, também amarraram e ameaçaram as duas filhas da vítima.
Segundo as investigações, as jovens mandaram fotos do cofre onde o comerciante guardava R$ 15 mil e as joias. Elas também enviaram um mapa da casa, para facilitar a entrada dos assaltantes. Ainda de acordo com a polícia, na noite do crime a filha mais velha chegou a dopar os cães da família para que não fizessem barulho e ainda incentivou violência contra o pai. “Após ouvir um dos autores que confessou a prática e a participação, a orientação da filha era que agredisse o pai durante o assalto”, diz o delegado.
Suspeitas fizeram até um mapa da casa (Foto: Reprodução / TV TEM)Suspeitas fizeram até um mapa da casa
(Foto: Reprodução / TV TEM)
Durante o roubo o comerciante levou chutes e socos e várias coronhadas na cabeça. No dia do assalto estavam na casa o pai, as duas jovens que planejaram o crime,  e uma irmã delas de 14 anos. Segundo a polícia, as jovens disseram em depoimento que cometeram o crime porque o pai teria pego um dinheiro delas que estava numa poupança e não queria devolver. “A filha mais velha acabou confessando e noticiando todo o fato e dando nome aos demais coautores do roubo”, afirma Alessandre.
Cinco pessoas já foram presas, entre elas dois estudantes de direito. Os produtos foram recuperados pela polícia. Os assaltantes e a filha mais velha foram indiciados por roubo qualificado e corrupção de menor.
O inquérito vai ser encaminhado para a Justiça da Infância e Juventude por causa do envolvimento da menor. Segundo a polícia, o pai negou que tenha pego dinheiro das filhas. As investigações continuam e um suspeito está foragido.
Suspeito diz que se precisar vai atirar no pai  (Foto: Reprodução / TV TEM)Suspeito diz que se precisar vai atirar no pai (Foto: Reprodução / TV TEM)fonte:g1





  • Estado americano declara pornografia como ‘problema de saúde pública...
  • ‘Grande terremoto': alerta de especialistas no Japão...
  • H1N1 já provocou 153 mortes no Brasil este ano
  • Investigações miram aliados de Michel Temer
  • Renan rejeita pedido de julgar Dilma e Temer juntos...
  • 62% dos brasileiros querem novas eleições presidenciais...
  • Mulher tenta impedir demolição de igreja e é enterrada v...iva
  • Liberdade religiosa ainda é um desafio em Cuba
  • Polícia investiga se Bolívia mandou ônibus para o ato politico...
  • Ministro da Justiça manda PF investigar compra de ...
  • ONU se diz ‘preocupada’ com tensão política no Brasil...
  • Senado tem maioria para afastar Dilma, mas faltam ...
  • Cunha pode ser afastado da presidência da Câmara
  • Cunha recebeu propina de R$ 52 milhões em 36 parcelas...
  • Brasil deve R$ 3,2 bilhões a órgãos como ONU e OMS...
  • ‘Eu MORO com ele': esposa de Sérgio Moro cria página...
  • STF determina que Câmara dê continuidade a processo...
  • Investigação global revela contas de políticos e c...
  •  Estado Islâmico diz que pode atacar Londres...
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário