Após perder o posto de rainha da bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel para a funkeira Anitta, Claudia Leitte agora enfrenta um novo baque. Internautas se mobilizaram para tentar impedir que a cantora receba R$ 356 mil do Ministério da Cultura, para a realização de uma biografia da vida de Leitte.
Uma imagem foi divulgada nas redes sociais e chegou a ter mais de 42 mil compartilhamentos. A fan page da cantora também foi inundada com questionamentos sobre a intenção de usar a Lei Rouanet para a realização do livro.
Mesmo com a captação de recursos autorizada, o projeto da biografia foi cancelado, segundo informações do Estado.
De acordo com a Lei Rouanet, os projetos inscritos "não poderão ser objeto de apreciação subjetiva quanto ao seu valor artístico ou cultural”. Entre os pré-requisitos válidos, estão "a natureza cultural, qualificação do proponente, garantia da democratização do acesso e acessibilidade", entre outros.
O jornal 'O Globo', revelou que para o MinC "O projeto 'Livro Claudia Leitte', da Produtora Ciel Ltda., tramitou regularmente em todas as fases de análise e obteve autorização da CNIC, publicada no Diário Oficial da União em 16 de fevereiro de 2016, para captação de R$ 355.927,00. O parecer técnico que gerou a aprovação se baseou nos critérios objetivos listados no Art. 40 da IN nº 1/2013".
Fonte:Notícias ao minuto