quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Rio fará inspeções diárias para afastar perigo de zika nos Jogos

Mário Andrada promete inspeções diárias para combater aedes aegypti.© Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta PressMário Andrada promete inspeções diárias para combater aedes aegypti.
O grande número de pessoas infectadas com o zika vírus nos últimos meses fez a organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 adotar mudanças em sua estrutura de trabalho. Temendo o contágio da doença, realizará inspeções diárias nos locais de competições durante o evento para tentar acabar com focos de criação do mosquito aedes aegypti, agente transmissor.
Segundo o comitê organizador, as construções das instalações olímpicas já passam por checagem periódicas, que devem ser intensificadas conforme os Jogos se aproximam. A ideia é impedir a proliferação do mosquito para evitar o aumento do número de contágio durante as semanas de evento.
“Alguns locais podem ter até mais de uma inspeção diária, mas todos serão checados pelo menos uma vez por dia”, disse o diretor-executivo de comunicação do comitê organizador, Mário Andrada. “Nós temos uma equipe que mede risco e já está atuando para minimizá-lo, inspecionando criadouros e espaços com água parada, que são comuns em construções”, explicou.
A organização do evento acreditar ter a seu favor o fato de os Jogos serem realizados no inverno, com menos chuva e temperatura média menor, o que ajuda a combater os focos de criação do aedes aegypti . As Olimpíadas ocorrem de 5 a 21 de agosto. As Paralimpíadas, de 7 a 18 de setembro.
Outro trabalho da organização será convencer torcedores nacionais e estrangeiros de que consegue contornar o problema. Na última semana, os Estados Unidos emitiram um alerta recomendando que mulheres grávidas não viajem ao Brasil, já que o zika vírus é apontado como causador de microcefalia em recém-nascidos.
“O estrangeiro tem a mesma informação do que nós, acompanha tudo pelos meios de comunicação. Então não temos temor, mas precisamos entregar inspeções diárias e garantir que o mosquito não vá se criar. É reagir com trabalho à preocupação. Se você fez a lição de casa e estudou, tem amplas condições de fazer a prova, mesmo que seja difícil”, afirmou Andrada.
fonte:msn

  • Israel ainda está sem embaixador no Brasil
  • Polêmico e “acima da média”, Thalles Roberto  ...
  • Descoberto possível nono planeta do Sistema Solar
  • ‘Não tem uma viva alma mais honesta do que eu’, afirma Lula...
  • Rio fará inspeções diárias para afastar perigo de zika virus ...
  • Datena não disputará prefeitura de SP
  • Empresa fabrica bonecas hiperrealistas para pedófilos...
  • OMS alerta sobre síndromes neurológicas em países com zika ...
  • Cristã relata como foi ser prisioneira do Boko Haran...
  • Apesar da crise, deputados federais viajaram 235 vezes...
  • PF indicia Vale e Samarco por tragédia em Mariana
  • Movimento da Terra mudou signos do Zodíaco ...
  • Polícia Federal acha rombo de R$ 5 bilhões em Correios...
  • Governo Federal quer banir a história do cristianismo...
  • Crise financeira já rebaixou quase 4 milhões às class ...
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário