terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Mulher sofre infecção após pisar em bagre


Mulher teve infecção na perna após pisar em saco de lixo com bagre morto (Foto: G1)
Mulher teve infecção na perna após pisar em saco de lixo com bagre morto (Foto: G1)


Mais dois casos de pessoas feridas por 'ferrões' do peixe bagre foram registrados em Itanhaém, no litoral de São Paulo. As vítimas são uma mulher de 44 anos, que após o incidente teve uma infecção na perna e precisou ser transferida para um hospital da região, e uma criança que tem entre nove e dez anos.






A mulher foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade no domingo (10) e retornou ao local na madrugada desta terça (12). Já a criança foi atendida durante a tarde desta terça.
Ambos tiveram os ferrões retirados do corpo. No fim de semana a cidade já havia registrado outros dois casos semelhantes. Em um deles uma banhista ficou com o peixe preso na região da barriga e menos de dois dias depois uma outra jovem foi atingida no cotovelo.
Segundo o diretor clínico da UPA de Itanhaém, Carlos Alberto Alonso Filho, o caso considerado mais grave é o da mulher de 44 anos. Apesar da infecção clara, o médico pondera que é precipitado falar em amputação da perna. A identidade da vítima não foi revelada.
"Ela chegou de madrugada na unidade e disse aos enfermeiros que havia pisado em um saco de lixo onde tinha um bagre. Realmente o ferrão do peixe estava no pé dela e foi retirado. Como a mulher também teve contato com o lixo, houve uma infecção e causou erisipela [infecção na pele causada por bactéria] quase até a coxa. Não posso afirmar que haverá amputação. É muito precipitado. Ela tomou medicamentos e está sendo acompanhada", tranquilizou.
Peixe ficou preso na região da barriga da banhista em Itanhaém, SP (Foto: Marcelo Araújo Tamada / Arquivo Pessoal)Peixe ficou preso na região da barriga da banhista 
(Foto: Marcelo Araújo Tamada / Arquivo Pessoal)
Depois de receber os primeiros atendimentos na UPA, a mulher foi encaminhada no fim da tarde desta terça para o Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, onde será novamente avaliada.
Criança
Também nesta terça-feira, uma criança, que tem entre nove e dez anos, deu entrada na unidade de saúde de Itanhaém com ferimentos causados por um bagre. Segundo o médico, o menino estava mergulhando na Praia do Centro, também conhecida como 'Praião', quando foi 'fisgado' no tornozelo por um bagre.
"A criança foi socorrida pela emergência e a equipe também retirou o ferrão. Diferentemente dos primeiros casos [barriga e cotovelo] que as vítimas ficaram com os bagres presos ao corpo, essas últimas ficaram apenas com os ferrões. Ele foi medicado de tarde e liberado", informou.
fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário