quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Escola de bruxaria: Hogwarts ganha versão brasileira

Castelo que abriga a Hogwarts brasileira, em Campos do Jordão
Castelo que abriga a Hogwarts brasileira, em Campos do Jordão


No final do primeiro semestre de 2016, um castelo em Campos do Jordão, São Paulo, sediará a Escola de Magia e Bruxaria (EMB), projeto inspirado na saga de livros e filmes de J.K. Rowling. Na saga o nome da escola de bruxaria é Hogwarts. Segundo os organizadores quase metade das vagas já foi preenchida. Para se matricular, é preciso ter no mínimo 14 anos.
A criadora da EMB, Vanessa Godoy, contou ao ‘Correio Braziliense’ que a saga mágica de Harry Potter a acompanhou durante a infância e a adolescência, e por isso quis transformar ficção em realidade.
Assim como na ficção, os estudantes serão divididos em quatro casas – mas os nomes são diferentes: Casa das Águias (a Corvinal, para os alunos mais intelectuais), Casa dos Esquilos (a Lufa-Lufa, dos leais e otimistas), a Casa das Serpentes (Sonserina, para os ambiciosos) e a Casa dos Tigres (Grifinória, para os estudantes audaciosos).
Outra semelhança será o esporte dos bruxos, o Quadribol (que, na versão brasileira, ganhou o nome de Quadribola). Os alunos poderão fazer aulas de voo e as casas vão competir no campeonato estudantil.
Todos os professores são atores contratados para interpretar personagens originais, criados exclusivamente para a EMB. Segundo Vanessa Godoy, o roteiro do evento foi feito por Petra Leão, roteirista da Turma da Mônica Jovem.
Na matrícula, os futuros estudantes escolhem oito entre dez opções de disciplinas: Poções e Elixires, Cuidado com Animais Mágicos, Adivinhação, Astromagia, Cultura Trouxa, Herbologia, História Mágica, Defesa Antitrevas, Feitiçaria e Voo. Cada aula terá duração de 40 minutos e contará também com apostilas. Para relaxar depois das aulas, os alunos podem conhecer o restaurante Javali Bizonho, que apresenta a versão brasileira da famosa cerveja amanteigada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário