quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Cartórios fazem campanha para evitar nomes estranhos em crianças

Imagem: Divulgação








Cartórios de registro civil do estado do Rio de Janeiro estão fazendo uma campanha para evitar que pais e mães escolham nomes considerados “excêntricos” para seus filhos. Segundo a coluna Gente Boa do ‘O Globo’, a alegação é que eles podem estimular o bullying e trazer problemas futuros à criança. A campanha tem sido feita através de cartazes e discursos “de esclarecimento” dos registradores aos pais que optam por nomes “fora do comum” para os seus filhos.
Curiosidade
A coluna também destacou que os profissionais do cartório podem se recusar a registrar uma criança, caso considerem que seu nome pode vir a prejudicá-la futuramente. Há dois casos de veto recentes: “Messalina” e “Calígula”. Os nomes não foram aceitos. Artu (como Artur, mas sem o R), enfrentou resistência do oficial do cartório, mas a mãe do bebê acabou convencendo o registrador de que o nome não traria problemas ou constrangimentos ao menino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário