quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

WhatsApp bloqueado por 48 horas

Ícone do aplicativo de conversa Whatsapp em um smartphone (Foto: Fábio Tito/G1)Operadoras de telefonia móvel foram intimadas a bloquear WhatsApp no Brasil por 48 horas (Foto: Fábio Tito/G1)
As principais operadoras de telefonia móvel do Brasil foram intimadas pela Justiça nesta quarta-feira (16) a bloquear o aplicativo de mensagens WhatsApp em todo o território nacional por 48 horas. O bloqueio vale a partir da 0h de quinta-feira (17).
O recebimento da determinação judicial foi confirmado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal, o SindiTelebrasil, que representa as operadoras Vivo, Claro, Tim, Oi, Sercomtel e Algar.
O Tribunal de Justiça de São Paulo afirma que a decisão partiu da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo e corre em segredo de justiça em uma ação criminal. Segundo o TJ-SP, o WhatsApp não atendeu a uma determinação judicial de 23 de julho de 2015. A empresa foi notificada mais uma vez em 7 de agosto, com uma multa fixada em caso de não cumprimento.
O WhatsApp não atendeu à determinação novamente, de acordo com o TJ-SP. Por isso, "o Ministério Público requereu o bloqueio dos serviços pelo prazo de 48 horas, com base na lei do Marco Civil da internet".
Eduardo Levy, presidente do SindiTeleBrasil, diz que as operadoras são obrigadas a atender a determinação e que não é do interesse delas bloquear o WhatsApp no país. "Temos interesse em regras que sejam mais leves para o setor".
Histórico
Essa não é a primeira tentativa de bloquear o WhatsApp no país. Em fevereiro, um juiz de Teresina (PI) determinou que as operadoras suspendessem temporariamente o acesso ao app de mensagens.
O motivo seria uma recusa do WhatsApp em fornecer informações para uma investigação policial que vinha desde 2013.
fonte:G1

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Governo Dilma tem aprovação de 9% e reprovação de 70%, diz Ibope


Arte da pesquisa Ibope/CNI de dezembro de 2015 (Foto: Editoria de Arte / G1)
A divulgação dos percentuais ocorre em meio ao processo de impeachment da presidente da República, aberto há cerca de duas semanas pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 4 e 7 deste mês e ouviu 2.002 pessoas, em 143 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

A última pesquisa do Ibope encomendada pela CNI, divulgada em setembro, apontava que 10% dos eleitores aprovavam o governo (consideravam "ótimo" ou "bom"); 69% dos entrevistados avaliavam a administração Dilma como "ruim" ou "péssima"; e 21% consideravam a gestão "regular".

O nível de confiança da pesquisa, segundo a CNI, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
'Maneira de governar'
A pesquisa divulgada nesta terça também avaliou a opinião dos entrevistados sobre “a maneira de governar” da presidente: 14% aprovam; 82% desaprovam; e 4% não souberam ou não responderam.
Além disso, 18% disseram confiar na presidente, enquanto 78% afirmaram não confiar, e 3% não souberam ou não responderam.
Na comparação com o primeiro governo Dilma, 2% dos entrevistados consideram o segundo mandato dela “melhor”. Para 81%, a atual gestão é “pior” e 15% dizem ser “igual”.
Segundo mandato
Ainda de acordo com a pesquisa Ibope, 9% dos entrevistados avaliam como “ótimo/bom” as perspectivas em relação ao restante do mandato de Dilma à frente do Planalto, enquanto 65% dizem acreditar que o governo será “ruim/péssimo”. Para 20%, será “regular”.
Notícias sobre o governo
O levantamento do Ibope listou as notícias sobre o governo mais lembradas pelos entrevistados. Leia as cinco mais citadas:
- Impeachment da presidente Dilma Rousseff: 50%
- Operação Lava Jato/Corrupção na Petrobras: 13%
- Corrupção no governo: 7%
- Manifestações contra a corrupção: 5%
- Presidente da Câmara Eduardo Cunha aceita pedido de impeachment: 4%
Conforme o levantamento divulgado nesta terça, 9% apontam que as notícias têm sido"mais favoráveis" ao governo; 11% as consideram "nem favoráveis nem desfavoráveis"; 75%, "mais desfavoráveis"; e 6% não souberam ou não responderam.
Segundo a CNI, a soma dos percentuais não iguala 100% em decorrência do arredondamento.
A pesquisa também ouviu os eleitores sobre a opinião deles por área de atuação do governo. Veja os resultados:
Combate à fome e à pobreza
Aprovam: 27%
Desaprovam: 71%
Não souberam/Não responderam: 2%
Educação
Aprovam: 22%
Desaprovam: 76%
Não souberam/Não responderam: 2%
Meio Ambiente
Aprovam: 21%
Desaprovam: 74%
Não souberam/Não responderam:  5%
Saúde
Aprovam: 14%
Desaprovam: 85%
Não souberam/Não responderam:  1%
Segurança Pública
Aprovam: 13%
Desaprovam: 85%
Não souberam/Não responderam: 2%
Combate à inflação
Aprovam: 12%
Desaprovam: 85%
Não souberam/Não responderam: 3%
Combate ao desemprego
Aprovam: 12%
Desaprovam: 87%
Não souberam/Não responderam: 1%
Taxa de juros
Aprovam: 7%
Desaprovam: 91%
Não souberam/Não responderam: 2%
Impostos
Aprovam: 7%
Desaprovam: 91%
Não souberam/Não responderam: 2%
fonte:G1

Ministério Público impede festa que prometia 'rodízio de mulheres', no PR


Ministério Público vai investigar se local agia com exploração sexual (Foto: Reprodução)Ministério Público vai investigar se local agia com
exploração sexual (Foto: Reprodução)
O Ministério Público do Paraná (MP-PR) em Santo Antônio do Sudoeste impediu a realização de um evento que prometia uma “noite de rodízio” de mulheres. O anúncio do evento que seria realizado nos dias 10 e 11 de dezembro destacava que cada cliente pagaria R$ 200 para entrar e poderia “consumir quantas garotas aguentar”.
A denúncia foi feita pelo movimento Marcha Mundial das Mulheres ao Núcleo de Promoção de Igualdade de Gênero (Nupige), o que levou a promotoria a abrir um inquérito para apurar o caso e tomar providências para evitar o crime de exploração sexual de mulheres.
“A princípio, a proposta era impedir que a festa acontecesse, agora as investigações devem prosseguir a fim de levantar se o local registrado como hotel e casa de shows vinha explorando mulheres sexualmente”, comentou o promotor responsável pelo caso, Bruno Henrique Príncipe França. “A princípio o dono negou que realizaria o evento e alegou que foi alvo de fraude.”
Por enquanto, completou França, não há provas de que o panfleto tenha sido impresso e distribuído, apenas há indícios de que tenha circulado pela internet e aplicativos de mensagens de celular.
Além de proibir a festa e a realização de outros eventos que incentivem a prática deste tipo de crime, o MP deu prazo de três meses para que o proprietário providencie o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros e providencie um novo alvará de funcionamento, já que o que apresentou tinha falhas como número de CNPJ inexistente.
Ainda segundo o promotor, a ação do MP neste caso “não vai contra as mulheres que tiram proveito do próprio corpo para obter algum tipo de renda, mas a terceiros que se aproveitam da situação para explorá-las sexualmente”.
fonte:G1

Mais um filho de Lula: Sandro Luís tem dívida com o governo

 O nome dele está escrito na dívida ativa
O nome dele está escrito na dívida ativa, devendo cerca de R$ 7 mil
Filho menos conhecido do ex-presidente Lula, Sandro Luís Lula da Silva está com o nome inscrito na dívida ativa do governo federal. Segundo nota publicada no site de ‘Época’, ele deve pouco mais de R$ 7 mil. Sandro é sócio de uma empresa de tecnologia e de uma distribuidora de gás, porém é raro encontrá-lo no trabalho. Ele também já trabalhou para o PT, mas ninguém o via por lá. Procurado para explicar a razão do débito, não quis se manifestar.
Após a publicação da notícia pela ‘Época’, o advogado de Sandro Luís, Cristiano Martins, entrou em contato para afirmar que a Receita Federal “apurou um valor a maior, a título de imposto que estamos analisando para fins de impugnação judicial ou pagamento”.
 Fonte: Época

Saúde financeira do brasileiro piora em 2015

 Imagem: Divulgação

Pesquisa realizada pelo aplicativo de controle financeiro GuiaBolso mostra em dados o que tem sido verificado na prática: a saúde financeira do brasileiro não anda nada bem.
O Índice de Saúde Financeira, divulgado mensalmente pelo GuiaBolso, mostra que houve uma piora de 9% nas finanças dos brasileiros entre janeiro e outubro deste ano. De acordo com a escala criada pelo app, em outubro os brasileiros obtiveram uma pontuação média de 390, de um total de 700 pontos. No mês de janeiro, a pontuação média era de 430.
Na escala do índice, isso significa que o brasileiro encontra-se em estado febril. De acordo com a classificação do app, pontuações entre 607 e 700 pontos indicam que o usuário tem uma saúde financeira exemplar; entre 490 e 606, ele é saudável; de 406 a 489, ele está em estado febril; de 191 a 405 o usuário é considerado doente; e de 0 a 190 pontos, ele está na UTI.
Para calcular o Índice de Saúde Financeira de outubro, foram avaliadas as contas de 38 mil usuários que possuem salário médio de 2.083,86 reais.
A pontuação no índice é mensurada a partir da análise de três critérios: fluxo de caixa, que mede a diferença entre as entradas e saídas mensais das contas correntes, sendo que quanto mais dinheiro sobra, maior é a pontuação; dívida, medida pelo uso do cheque especial, sendo que a pontuação é maior quanto menos utilizada for a linha; e investimentos, que avalia a quantidade de aplicações financeiras realizadas.
Segundo o GuiaBolso, o indicador fluxo de caixa apresentou uma queda de 9% entre janeiro e outubro, o que mostra que os brasileiros estão comprometendo mais o orçamento agora do que no início do ano e está sobrando pouco dinheiro no fim do mês. Já o indicador dívida, que é medido pelo uso do cheque especial, piorou 5% entre janeiro e outubro.
O indicador investimentos foi o que apresentou a maior deterioração, registrando queda de 20% na pontuação final entre janeiro e outubro.
Na nota divulgada sobre a pesquisa, Thiago Alvarez, sócio-fundador do GuiaBolso, afirmou que ainda que o índice não tenha variado de maneira significativa, o estado de saúde dos brasileiros é preocupante. “Os brasileiros precisam diminuir os gastos, especialmente aqueles ligados a estilo de vida, como bares, restaurantes, lazer e compras, que não deveriam ultrapassar 35% do orçamento”, afirma.
 Fonte: GuiaBolso e Exame

Twitter alerta: usuários podem ser alvos de hackers ‘do governo’

Imagem: Reprodução

O Twitter enviou e-mail de aviso a mais de vinte usuários alertando que seus perfis na rede social podem ser alvos de hackers “possivelmente associados a um governo”. De acordo com o texto, esses hackers estariam tentando obter endereços de e-mail, número de IP (Internet Protocol) e/ou contatos telefônicos desses usuários, reportou o jornal britânico ‘The Guardian’.
A empresa avisa esses usuários que “não há evidência de que os hackers obtiveram as informações” e afirma que está investigando o caso. Entre os destinatários do e-mail de aviso estão uma empresa de segurança da informação canadense, um consultor de comunicações austríaco e um especialista em criptografia americano.
O Twitter não é a primeira rede social a alertar seus usuários sobre tentativas de espionagem governamental. O Google passou a enviar os avisos em 2012, e o Facebook faz o mesmo desde outubro deste ano. Nenhuma empresa explica, porém, como diferencia um ataque convencional de uma invasão promovida por pessoas ligadas a governos. Seus representantes alegam que a metodologia usada para fazer a distinção deve ser mantida em sigilo.
 Fonte: Veja

Soldado ferido no Afeganistão fará o 1º transplante de pênis dos EUA

 Dois transplantes de pênis já foram realizados no mundo, o primeiro, na China, fracassou pois o paciente não reconheceu o órgão como parte do seu corpo. Já o segundo, na África do Sul foi tão bem-sucedido que o jovem será pai em breve
Dois transplantes de pênis já foram realizados no mundo, o primeiro, na China, fracassou pois o paciente não reconheceu o órgão como parte do seu corpo. Já o segundo, na África do Sul foi tão bem-sucedido que o jovem será pai em breve
O primeiro transplante de pênis dos Estados Unidos será realizado em um soldado ferido na guerra. Os cirurgiões já estão se preparando para o procedimento, que deverá ser realizado daqui a um ano ou menos. As informações foram divulgadas pelo Hospital da Universidade Johns Hopkins, publicou o site de ‘Veja’.
O soldado é jovem e foi gravemente ferido na região no Afeganistão. O novo pênis será de um doador falecido. De acordo com os cirurgiões em entrevista ao jornal americano ‘The New York Times’, os cirurgiões esperam restabelecer a função urinária, restaurar as sensações e a capacidade de manter relações sexuais do paciente alguns meses após a operação.
Andrew Lee, chefe do serviço de cirurgias reconstrutoras do Johns Hopkins, alertou que os pacientes devem evitar ter esperanças “irreais” de que possam recuperar inteiramente as funções do membro, mas estimou “realista” que possam esperar procriar. Como o jovem não teve os testículos afetados, caso tudo ocorra bem, ele poderá ter filhos.
Entre 2001 e 2013, 1.367 militares dos Estados Unidos enviados para o Iraque e o Afeganistão foram feridos nos genitais, segundo dados do Pentágono citados pelo jornal. Quase todos tinham menos de 35 anos e foram feridos em explosões de bombas artesanais.
A faculdade de medicina da Johns Hopkins autorizou mais 59 transplantes experimentais deste tipo. Depois, os resultados serão avaliados para decidir se as operações poderão se configurar como procedimentos habituais.
Transplantes anteriores
Dois transplantes de pênis já foram realizados no mundo: um bem-sucedido, na África do Sul, em 2014 e outro fracassado, na China, em 2006. O organismo do paciente chinês teve problemas de rejeição com o novo órgão. Já no caso do jovem sul-africano o procedimento foi tão bem-sucedido que em breve ele será pai.
 Fonte: Veja

Senegal pode entrar para a lista de países que perseguem cristãos

Imagem: Reprodução

Segundo informações da BBC News, as autoridades do Senegal têm planos para proibir as mulheres de usarem o véu islâmico que cobre o rosto todo, por conta das crescentes ameaças jihadistas no país.
No mês passado, sete pessoas foram presas por suspeitas de estarem envolvidas com grupos extremistas.
Segundo os relatórios da Organização Portas Abertas: “O Senegal pode fazer parte da Classificação da Perseguição Religiosa do próximo ano, por conta do número crescente de relatos de abusos sociais e de discriminação com base na filiação religiosa, o que afeta demais os cristãos”.
Apesar da cultura de tolerância religiosa e coexistência pacífica entre as várias religiões, no país, o extremismo islâmico aumenta a cada dia. “O fato de que o governo esteja combatendo o jihadismo, com a proibição de véus, é uma iniciativa interessante que pode até ajudar a prevenir os ataques suicidas, mas não vai interferir em nada no crescimento das raízes do islamismo no país e muito menos proteger os cristãos”, conclui um analista de perseguição.
 Fonte: Portas Abertas

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Menino austríaco ‘resgata’ milhares de euros das águas do rio Danúbio

Dinheiro foi encontrado boiando no rio Danúbio© Copyright British Broadcasting Corporation 2015 Dinheiro foi encontrado boiando no rio Danúbio







Um garoto austríaco encontrou nas águas do rio Danúbio cerca de 100 mil euros (por volta de R$ 407 mil) em notas. O dinheiro estava boiando no local quando o menino avistou a fortuna e não hesitou em mergulhar no rio para "salvá-la".
Quando viram o jovem saltando no rio, as pessoas que estavam por perto chamaram a polícia, achando que ele havia tentado o suicídio.
Os policiais agora investigam a origem das notas e como elas foram parar no rio. Segundo as autoridades, não há registros de crimes na região e, por isso, ainda não está claro de onde o dinheiro veio.
Garoto mergulhou no rio para 'resgatar' as notas© Copyright British Broadcasting Corporation 2015Garoto mergulhou no rio para 'resgatar' as notas
No início, a polícia acreditava que as notas encontradas - de 500 e de 100 euros – eram falsas, mas esta a hipótese já foi derrubada.
Na Áustria, qualquer pessoa que encontra dinheiro em locais públicos e o devolve à polícia tem direito a ficar com entre 5% e 10% do total. Mas se o dono da quantia não for encontrado em um ano, o garoto poderá ficar com todo o dinheiro.
Ainda não se sabe a origem do dinheiro© Copyright British Broadcasting Corporation 2015 Ainda não se sabe a origem do dinheiroAutoridades precisaram 'secar' as notas, que vieram ensopadas do rio© Copyright British Broadcasting Corporation 2015 Autoridades precisaram 'secar' as notas, que vieram ensopadas do riofonte:BBCBrasil

Obama promete “destruir” o Estado Islâmico

Obama, descreveu, o ataque em San Bernardino, (Califórnia), que deixou 14 mortos, como um “ato de terrorismo”.© Foto: Saul Loeb/Reuters Obama, descreveu, o ataque em San Bernardino, (Califórnia),que deixou 14 mortos, como um “ato de terrorismo”.    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu “destruir” o grupo Estado Islâmico , este domingo (6), em um raro discurso à nação a partir da Casa Branca. “A ameaça do terrorismo é real, mas vamos superá-la”, disse Barack Obama, num discurso transmitido pela televisão, apenas o terceiro que profere a partir da Sala Oval. “Vamos destruir o Estado Islâmico e qualquer organização que tente fazer-nos mal”.
Obama, descreveu, o ataque em San Bernardino, (Califórnia), que deixou 14 mortos, como um “ato de terrorismo”. “Neste momento, não há qualquer indicação de que os atacantes foram dirigidos por um grupo terrorista a partir do estrangeiro”, afirmou Obama, para quem é, contudo, “claro” que o casal que perpetrou o ataque de quarta-feira “seguiu o caminho obscuro da radicalização”, “abraçando uma pervertida interpretação do Islã que apela à guerra contra a América e o Ocidente”.
O presidente também apela para que sejam aprovadas leis mais rígidas para a compra de armas, citando em especial rifles de assalto, para que os americanos estejam mais seguros contra atentados terroristas e contra ações de grupos como o Estado Islâmico.
* Com informações da Lusa
Editor Fábio Massalli
fonte:Agência Brasil