quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Astrônomos revelam estrela 'bizarra'

Astrônomos revelam estrela 'bizarra' que pode ter 'megaestruturas alienígenas'© IGN Brasil Astrônomos revelam estrela 'bizarra' que pode ter 'megaestruturas alienígenas'Após mais de quatro anos de observação com o Telescópio Espacial Kepler, astrônomos revelaram uma estrela bizarra, chamada KIC 8462852, que possui objetos inexplicáveis que orbitam ao seu redor.
A estrela, localizada a 1480 anos-luz da Terra, foi localizada por cientistas em 2011 por meio do programa Planet Hunters. A “interessante” e “bizarra” estrela estava emitindo padrões de luz diferente de todas as outras 150 mil estrelas que a Kepler captava.
“Nunca vimos nada como essa estrela", disse Tabetha Boyajian, doutora de Yale e supervisionadora do Planet Hunters ao The Atlantic. “Era muito estranha. Pensamos que poderíamos estar recebendo dados corrompidos ou danificados devido ao movimento da nave, mas não, tudo estava nos conformes".
Interrupções em luz geralmente são sombras causadas por planetas transitando ao redor, mas o que se observou em KIC 4862852 indica que é uma inexplicável bagunça de materiais circulando em uma formação bem próxima.
Boyajian publicou um artigo no journal arxiv sobre o estranho padrão de luzes da estrela, explorando uma série de possíveis explicações naturais. Elas incluem os possíveis dados corrompidos, problemas nos instrumentos e até mesmo uma recente colisão planetária.
Embora a maioria das teorias não batam com os dados obtidos, um cenário envolvendo exocometas é o mais plausível.
"Ao considerar as limitações de observação em aglomerados de pó que orbitam uma estrela normal de sequência principal, é possível concluir que o cenário mais consistente com os dados em mãos é a passagem de uma família de fragmentos de exocometas, todos os quais estão associados a um único evento de dissolução anterior", diz o artigo.
Outros astrônomos estudam que a estrela na verdade tenha gigantes estruturas construídas ao seu redor, possivelmente por uma civilização mais avançada.
Jason Wright, da Penn State University, está publicando um artigo que aborda a possibilidade de "uma série de megaestruturas" terem sido construídas para captar energia da estrela.
“Quando [Boyajian] me mostrou os dados, fiquei fascinado com quão louco parecia", disse Wright ao The Atlantic. "Aliens são sempre a última hipótese que consideramos, mas isso parece ser o tipo de coisa que você esperaria que uma civilização alienígena construiria".
Boyajian está escrevendo uma proposta, com Wright e Andrew Siemion, diretor do centro de pesquisas SETI, em Berkeley, para enviar ondas de rádio massivas com fim de estudar as ondas de rádio que viriam da estrela, caso haja alguma civilização por lá. A primeira das observações deve ser feita em janeiro.
Caso as frequências sugerirem algum tipo de atividade tecnológica, outra observação vai acontecer com o centro de observações especializado em sinais de rádio Very Large Array (VLA), em Novo México, para estudar se essas ondas realmente provém de uma fonte tecnológica.
Crédito da imagem: NASA/SDO
Jenna Pitcher é redatora freelancer no IGN. Você pode segui-la no Twitter.
fonte:msn

Nenhum comentário:

Postar um comentário