quinta-feira, 18 de junho de 2015

Florianópolis é a melhor cidade para se viver diz ONU

Festa marca aniversário de 103 anos do Parque Moscoso, em Vitória, espírito santo (Foto: Reprodução/TV Gazeta)Parque Moscoso, em Vitória, Espírito Santo (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Uma pesquisa da Organização das Nações Unidas (ONU) apontou que Vitória, região Metropolitana, é a segunda melhor cidade do litoral brasileiro para se viver, ficando atrás somente de Florianópolis.
A ONU avaliou a qualidade da educação, renda e expectativa de vida dos municípios brasileiros. Os três critérios compõem o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), que varia de 0 a 1.
De acordo com o estudo, a capital do Espírito Santo, oferece alto IDHM a seus moradores: com índice de 0,845 em desenvolvimento humano, 0,805 em educação, 0,855 em expectativa de vida (76 anos) e 0,876 em renda.
Em outra pesquisa realizada pelo Delta Economics & Finance, em março, a cidade já havia sido classificada como a terceira melhor cidade do Brasil para criar e educar os filhos.
Vitória é o segundo melhor cidade litorânea do país para se morar (Foto: Divulgação/ Prefeitura de Vitória)Vitória é o segundo melhor cidade litorânea do país
para se morar (Foto: Divulgação/ Prefeitura de
Vitória)
Para o prefeito Luciano Rezende, as classificações são ótimas, mas ainda é preciso fazer mais pela cidade e seus moradores.
"Este é mais um importante indicador recebido por nossa linda cidade. Vitória está cada dia melhor. Uma cidade mais acolhedora, limpa e bem cuidada. Ainda temos desafios, mas estamos no rumo certo", disse.
Ranking
Na pesquisa da ONU,  o município de Florianópolis  ficou em primeiro lugar, seguido de Vitória. Em terceiro lugar ficou outra cidade catarinense, Balneário Camboriú. Em quarto, Santos, em São Paulo, e em quinto Niterói, no estado do Rio de Janeiro.
Empreendorismo
Mas Vitória não é só um lugar bom para se viver. Um outro estudo feito Endeavor, uma organização mundial que atua no desenvolvimento econômico de vários países por meio do crescimento de pequenas e médias empresas, apontou que a cidade tem a melhor infraestrutura da Região Sudeste, com nota 7,15, à frente de São Paulo (7,21), Rio de Janeiro (6,36) e Belo Horizonte (5,29).

Nenhum comentário:

Postar um comentário