quarta-feira, 22 de abril de 2015

Dois tornados atingiram a região oeste de Santa Catarina

Um vendaval deixou um rastro de destruição, em Xanxerê, no oeste de Santa Catarina. Muita gente ficou desabrigada e teve até morte. O governo chegou a decretar estado de calamidade pública e o Instituto Nacional de Meteorologia confirmou que dois tornados atingiram a região. Os estragos ainda estão sendo contabilizados.
No hospital, não teve lugar para tanta gente e algumas pessoas precisaram ser levadas para Unidades de Saúde em cidades vizinhas.
Uma escola foi transformada em abrigo para as pessoas que perderam suas casas e não têm onde ficar. No mesmo lugar, funciona um centro de distribuição de mantimentos e doações, oferecidos por moradores de Xanxerê e de outros municípios e pela Defesa Civil do estado e nacional.
Caminhonetes chegam e saem carregadas com doações para as famílias atingidas. As pessoas que chegam no pavilhão são atendidas no local, onde fazem um cadastro e dizem o que precisam. Alimentos, água, material de limpeza e higiene, roupas e materiais de construção são os produtos mais procurados.
Ao contrário do que muita gente pensava, não foi um, mas dois tornados que atingiram as três cidades da região, um em Xanxerê e outro em Ponte Serrada. A confirmação veio do Instituto Nacional de Meteorologia.
Um caminhão tombou na beira da estrada, depois de ter sido levantado com a ventania e uma casa foi parar no meio da rua. Para os especialistas, os ventos podem ter chegado a 250 quilômetros por hora.
“Houve um encontro de duas massas de ar com características diferentes, uma mais fria vinda do Sul do continente, sobre uma massa de ar mais quente, que estava sobre o estado”, explica Leandro Puchalski, meteorologista.
O Ministério do Trabalho anunciou que vai liberar o FGTS para as famílias atingidas pelo tornado em Xanxerê.  O Ministério da Integração Nacional vai mobilizar uma tropa com 100 homens do Exército para ajudar na remoção dos escombros e na limpeza das áreas atingidas.
Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário