terça-feira, 3 de março de 2015

Gorilas são origem de duas linhagens do vírus HIV, diz estudo

 Transmissão para humanos ocorreu após caça de animais selvagens
Transmissão para humanos ocorreu após caça de animais selvagens
Um estudo divulgado nesta segunda-feira (2) mostrou novos detalhes sobre o caminho seguido pelo HIV antes de sua transmissão para o ser humano. Segundo uma equipe internacional de cientistas, duas linhagens do vírus HIV-1, o mais comum da doença, foram encontrados em gorilas no Sul de Camarões. A contaminação do homem teria ocorrido a partir da caça dos símios.
O HIV-1 passou dos primatas para os humanos em pelo menos quatro ocasiões isoladas, gerando quatro linhagens — os grupos M, N, O e P. Pesquisas anteriores demonstraram que os grupos M e N vieram de diferentes comunidades de chimpanzés no Sul de Camarões, mas ainda não se sabia de onde eram as outras linhagens. Agora, o estudo revela que as duas são de outras populações de gorilas localizadas em planícies da mesma região.
Os impactos foram diferentes. O grupo M deu origem à pandemia da Aids, infectando mais de 40 milhões de pessoas, e foi disseminado da África para o resto do mundo. Os grupos N e P, por outro lado, atingiram apenas alguns indivíduos em Camarões. Já o grupo O infectou cerca de cem mil pessoas no trecho ocidental do continente africano.
Coordenadora do estudo, Martine Peeters, virologista do Instituto de Investigação e Desenvolvimento da Universidade de Montpellier, na França, ressalta que chimpanzés e gorilas conseguem transmitir doenças para o homem e, assim, provocar grandes surtos.
Para analisar a versão do vírus HIV dos gorilas, a equipe de Martine examinou amostras de fezes de gorilas encontrados em planícies de Camarões, Gabão, República Democrática do Congo e Uganda.
De acordo com o estudo, o modo mais provável de transmissão do vírus para o homem seria a exposição ao sangue ou ao tecido infectados durante a caça e o abate de carne de animais selvagens.
“Entender a origem da doença é fundamental para avaliar o futuro risco de infecção de seres humanos”, acrescentou Martine.
Segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV e Aids (Unaids), cerca de 78 milhões de pessoas já foram contaminadas pelo vírus HIV, sendo que 39 milhões morreram.

Fonte: O Globo


  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***
  • ***TESTEMUNHOS REAIS***
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário