quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Rapper mata esposa e comete suicídio

O rapper Earl Hayes atirou na própria esposa, a dançarina Stephanie Moseley, com quem esteve casado desde 2008, e depois cometeu suicídio no apartamento do casal, em Los Angeles, Estados Unidos. As informações, divulgadas pelo site TMZ, dão conta de que o cantor estava em um bate-papo em vídeo pelo aplicativo FaceTime com seu amigo, o consagrado boxeador Floyd Mayweather, durante o incidente. 

O assassinato teria sido motivado por ciúmes. Stephanie Moseley teve um caso com o cantor Trey Songz há dois anos, o que motivou a sua separação de Earl Hayes. Mesmo depois de reatarem o relacionamento, Hayes não superou completamente o fato e supostamente mencionava o namoro com Songz em discussões do casal. 

Os vizinhos souberam do assassinato após ouvir os gritos de Stephanie Moseley, antes dos tiros serem feitos. Pouco tempo depois dos disparos, uma equipe da SWAT esteve no local e encontrou os corpos. Floyd Mayweather precisou prestar um depoimento à delegacia local, pois assistiu o momento pelo FaceTime. Pelas mídias sociais, o boxeador lamentou a morte do amigo ao republicar uma mensagem do rapper 50 Cent


FONTE: Revista Cifras



  • Entra em vigor a Lei Anticorrupção no Brasil
  • Zagueiro Lúcio afirma sofrer preconceito por ser evangélico...
  • Mais de 60 cristãos foram assassinados
  • Ex-diretor de presídio usa cartão de crédito de preso...
  • Cabral dá 50% de desconto no IPVA para empresas ...
  • ‘A mão de Deus nos salvou’, diz avó de criança ..
  • Conselho tribal condena mulher a estupro coletivo ...
  • Político chinês é condenado à morte por aceitar suborno...
  • Pastor causa polêmica ao agredir cachorro
  • Pastor preso por falsificação de dinheiro  ...
  • Padre Fábio de Melo fala sobre casamento gay
  • homem vira pastor e grava DVD gospel na cadeia
  • Garis ajudam casal a recupera R$ 8 mil que foram perdido..
  • Mulher usa henna, tem forte alergia e tem de amputar...



  • Desligamento de aparelhos de garota com morte cerebral ...
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário