quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Cantora gospel assume homossexualidade

Cantora gospel inglesa assume homossexualidade
Em entrevista ao jornal “The Independent”, a cantora gospel inglesa Vicky Beeching, 35 anos, assumiu que é homossexual e que sente atração por mulheres desde que tinha 12 anos de idade.
Por conta de sua crença religiosa, Beeching, que nasceu e cresceu em uma Igreja Anglicana, nunca teve relações com outras mulheres e até tentou se relacionar com homens, mas não foi feliz nesses relacionamentos.
Na entrevista ela relata que sempre foi ensinada que a homossexualidade é pecado e “coisa do demônio”. Vicky Beeching cresceu vivendo um dilema, aos 13 anos ela já orava pedindo que Deus tirasse sua vida ou que ela não sentisse mais atração por mulheres.
Aos 16 anos, durante uma colônia de férias, ela chegou a passar por uma sessão de exorcismo onde os pastores gritavam: “Nós ordenamos que Satanás saia! Saia fora, corja de demônios! Nós falamos a vocês, demônios da homossexualidade: deixem a menina em paz!”.
“Lembro de muitas pessoas colocando as mãos nos meus ombros, orando muito alto”, disse a cantora nareportagem traduzida pelo O Globo. Por conta disso, ela se tornou uma pessoa introspectiva e passou a encontrar soluções por conta própria.
Uma dessas soluções foi focar nos estudos, ela foi para a universidade de Teologia em Oxford onde se formou. Depois se mudou para os Estados Unidos para viver em Nashville, no Tennessee, se envolvendo com a música.
Mesmo fazendo sucesso como compositora e cantora evangélica, a comunidade religiosa era bastante conservadora, e para tentar encontrar um ambiente mais liberal, Vicky Beeching se mudou para a Califórnia que naquele ano aprovaria uma lei proibindo o casamento gay.
No começo deste ano a cantora descobriu que estava com uma doença rara na pele, algo que poderia levá-la à morte. O tratamento da doença seria através de quimioterapia e ao passar pelo procedimento achou que era hora de se assumir e tentar se relacionar com mulheres.
“Olhei para o meu braço com a agulha da quimioterapia, olhei para a minha vida, e pensei: ‘tenho que entrar em acordo com quem eu sou’. Trinta e cinco é metade de uma vida, e eu não posso perder a outra metade. Perdi tanta vida como uma sombra de uma pessoa”, disse ela durante a entrevista.
Ao revelar para sua família, Vicky Beeching recebeu apoio e seus pais lhe pediram perdão pelos constrangimentos que a fizeram passar. Agora a cantora quer que a Igreja Anglicana acolha os homossexuais. Vale lembrar que a denominação aceita ordenação de homossexuais, desde que eles mantenham o celibato.
fonte:gospelprime

Nenhum comentário:

Postar um comentário