sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

menino que teve os olhos arrancados pela tia ganha próteses

Ela se matou 6 dias depois, segundo a mídia estatal
Tia suspeita pelo crime se matou 6 dias depois, segundo mídia estatal
O menino chinês de 6 anos que teve os olhos arrancados por uma tia recebeu alta nesta quarta-feira (11) no Hospital de Olhos C-Mer, em Shenzhen, no sul da China. Guo Bin teve olhos artificiais implantados, o que lhe dará uma aparência normal, sem, no entanto, recuperar sua visão. As proteses se mexem como os olhos humanos, mas não permitem que o garoto enxergue.
Nesta quarta-feira (12), Guo Bin posou para fotos ao lado dos pais. A mãe segurou sua mão para escrever em uma folha em branco o ideograma que representa a palavra “obrigado”. A cirurgia foi no dia 10 de setembro.
O caso de Guo Bin chocou a população chinesa e provocou revolta no país. Ele foi achado todo ensanguentado depois que teve seus olhos arrancados na província rural de Shanxi, norte da China.
A tia, Zhang Huiying, foi identificada como suspeita porque o sangue do garoto Guo Bin foi encontrado nas roupas delas, segundo a agência Xinhua. Ela se matou 6 dias depois do incidente, jogando-se em um poço.
A agência não explicou o que teria provocado o crime, mas ele pode estar relacionado a uma disputa familiar.
Olhos artificiais implantados no menino não irão permitir que ele enxergue
Olhos artificiais implantados no menino não irão permitir que ele enxergue
O menino foi drogado e teve os globos oculares extirpados, em um crime selvagem que provocou uma onda de indignação no país.
Quando soube da história, o médico de Hong Kong, Dennis Lam ofereceu operá-lo de graça. O objetivo da cirurgia foi colocar implantes oculares para, mais tarde, substituí-los por uma prótese. “O menino não tem mais o globo ocular, por isso colocamos implantes. É um globo artificial que dá volume ao olho”, explicou o médico.
Lam acha que dentro de cinco ou dez anos o menino poderá ganhar olhos biônicos conectados diretamente ao cérebro, o que fará com que recupere entre 20% e 40% de sua capacidade visual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário