sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Britânica é condenada por deixar filho morrer de fome e abandonar o corpo dele no berço por dois anos


Hamzah Khan morreu de inanição em casa em 2009
Hamzah Khan morreu de inanição em casa em 2009 Foto: West Yorkshire Police/AP


Uma britânica foi condenada a oito anos de prisão por deixar o filho, de apenas quatro anos, morrer de fome em 2009. Amanda Hutton, hoje com 43 anos, era alcoólatra e negligenciou o pequeno Hamzah Khan, a ponto do menino comer as próprias fezes. O corpo da criança só foi encontrado em 2011. Segundo o jornal Daily Mail, a mulher sequer demonstrou emoção ao ouvir a sentença. O irmão mais velho da criança, Tariq Khan, de 24 anos, será julgado, nesta sexta-feira, por participação no crime.

Amanda Hutton foi condenada pela morte do filho mais novo
Amanda Hutton foi condenada pela morte do filho mais novo Foto: West Yorkshire Police/AP

Ao longo do julgamento, que durou quase duas semanas, foram apresentados detalhes absolutamente chocantes do caso. Hamzah sofreu durante anos dentro de casa, na região de Heaton, em Bradford, na Inglaterra, até morrer de inanição.
De acordo com os promotores, a Hamza morreu em 2009 no berço onde dormia. O corpo mumificado de menino permaneceu no local durante dois anos, numa casa onde viviam a mãe e outros cinco irmãos em idade escolar.
Uma instituição de proteção à criança disse que era como se o menino fosse "invisível" para todos naquela casa. Segundo a promotoria, o corpo de Hamza teria permanecido dentro do berço, se não fosse o "instinto materno" de uma policial que foi visitar a residência e percebeu que havia algo de errado. A casa estava em total estado de abandono, com muito lixo, e o menino, dentro do berço.
"É provável que o corpo de Hamzah tenha ficado dentro da casa por dois anos. É de partir o coração imaginae o sofrimento pelo qual Hamzah passou. Este crime horrendo foi agravado pela indiferença de Amanda Hutton e Tariq Khan, que sequer planejaram um enterro", alegou o promotor Malcolm Taylor.

Interior da casa onde morava a família Khan estava cheia de lixo
Interior da casa onde morava a família Khan estava cheia de lixo Foto: West Yorkshire Police/AP

Amanda Hutton se declarou inocente em relação à acusação de homicídio. Ela disse que tentou dar comida ao filho, que não aceitava. Ela disse, ainda, que não procurou ajuda médica para resolver essa questão por achar que fosse apenas uma fase da criança, que logo passaria. Contudo, os registros médicos da criança já indicam a negligência, uma vez que o menino só foi examinado por médicos duas vezes: uma ao nascer e outra aos 15 dias de vida.
Ainda segundo a mulher, Hamzah morreu de repente e ela não comunicou o fato por medo de perder a guarda dos outros filhos menores de idade.
Hutton, no entanto, admitiu a ocultação do cadáver do menino, com ajuda do filho mais velho, Tariq. O jovem se encontra em liberdade condicional e não compareceu ao tribunal na quinta-feira.
Amanda Hutton se separou do pai de seus oito filhos, Aftab Khan, em 2006, quando o filho mais novo tinha apenas um ano. Ela alegava sofrer violência doméstica. Meses antes, a mulher havia perdido a mãe, se entregando ao alcoolismo.

fonte:
Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/mundo/britanica-condenada-por-deixar-filho-morrer-de-fome-abandonar-corpo-dele-no-berco-por-dois-anos-10249453.html#ixzz2gokJD1iC



  • Ativista cristã é torturada
  • Morre “Jesus Cristo Homem” e líder da seita Cresce...
  • Igreja Mundial é obrigada a fechar quatro dias  
  • Ex-deputado, condenado por tráfico de menores,  
  • Cantor gospel é preso acusado de estuprar a própria filha...
  • Mara Maravilha concorre ao Grammy Latino
  • Aline Barros emociona público na Festa do Peão  .
  • Após assalto, casal escapa de ser assassinado  .
  • Bolt pede desculpas a Deus após jamaicanos cancelar culto...
  • Ateu vende a alma e pastor faz a maior oferta
  • Ex -assaltante pede perdão as suas vítimas
  • Famosa atriz pornô se converte
  • Cantor Naldo quer ser pastor
  • Vendedor ambulante fingiu estar morto após apanhar...
  • Jornalista vira mulher por um dia e culpa amnésia
  • Novas religiões atraem  
  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário