quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Bolt pede desculpas a Deus após jamaicanos cancelarem culto

Bolt pede desculpas a Deus após jamaicanos cancelarem culto para assistirem corridaBolt pede desculpas a Deus por culto cancelado





O bicampeão olímpico Usain Bolt conquistou o ouro no campeonato no Mundial de Atletismo, na Rússia. Embora tenha vencido a prova dos 100 metros rasos, o atleta (que é cristão) acabou pedindo desculpas a Deus um dia após a prova.
Não por que ele tenha trapaceado ou se dopado. Mas o jornal “The Jamaica Star” estampou em sua capa da edição de terça-feira algo que impressionou Bolt. Uma igreja jamaicana decidiu cancelar um culto só para que as pessoas pudessem assistir a corrida. Normalmente os fieis ficam reunidos até o meio-dia, mas no último domingo o culto terminou às 10 horas.
O atleta usou sua conta no Instagram para escrever “Deus, eu sinto muito #amomeupovo”, juntamente com a capa do periódico. Bolt desculpou-se pelo fato de seus fãs terem interrompido orações.
A decisão foi do pastor Basil Barnaby, da Igreja Apostólica de Hatfield. Ele decidiu cancelar a parte final do culto de domingo para que os fiéis pudessem ver a final dos 100 metros no conforto do lar.
“Foi para permitir que as pessoas pudessem chegar a tempo em casa para assistirem a corrida. As pessoas gostam de atletismo, e uma vez que os jamaicanos são realmente interessados em algo, nada pode impedi-los ou impedir suas mentes de pensarem nisso. Então permiti que fossem ver”, justifica-se o pastor.
Barnaby esteve fortemente envolvido com o esporte em sua juventude. Chegou a ser campeão de corridas na escola e jogou uma copa de futebol universitário pelo Clarendon College. Escolhido o melhor jogador da competição, foi contratado pela equipe Galaxy onde jogou profissionalmente por quatro anos. Embora não explique por que parou de jogar, é contundente: “Eu amos esportes. Acredito que devemos usar o esporte como um meio de ganhar almas para o Senhor”, disse.
O jamaicano Usain Bolt é um cristão dedicado, que sempre agradece a Deus pelas suas vitórias e fala sobre sua fé nas entrevistas. Ele continua sendo o homem mais rápido do mundo. Venceu a última prova em 9s77, deixando para trás o americano Justin Gatlin (9s85) e o compatriota Nesta Carter (9s95). 

Com informações Jamaica Star e Cranmer.

  • Bispo Macedo vira banqueiro
  • Esposa de Pastor Marcos Pereira grava video
  • George Bush raspa cabelo por menino doente
  • Evangélicos e católicos se unem contra satanista
  • Satanistas fazem protesto sobre túmulo de evangélica...
  • Marcos Feliciano critica reunião das cantoras 
  • Mara Maravilha defende Dilma Rousseff e manda recado...
  • Bispa Sônia Hernandes fala sobre o encontro 
  • Silas Malafaia no programa Na Moral
  • Ex-mendigo grava CD e vídeo clipe
  • Sarah Sheeva lançará uma grife para mulheres

  • Nenhum comentário:

    Postar um comentário