terça-feira, 25 de junho de 2013

Cantora Cher critica Marcos Feliciano


Foto: Ethan Miller / AFP
Foto: Ethan Miller / AFP

Querida entre os gays, a cantora Cher, de 67 anos, usou o Twitter para criticar o pastor e deputado Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, em relação à polêmica “cura gay”. Em seu perfil na rede social, no último dia 21, a norte-americana se mostrou contrária ao discurso do brasileiro.
Depois de receber uma mensagem de um perfil intitulado @GayCourageBR, a cantora respondeu com a seguinte mensagem: “Eu sei! O terrível Marco Feliciano quer tornar a homossexualidade uma ‘doença’! Ele chama a si mesmo de cristão? Ridículo!”.


foto: Reprodução / Twitter
foto: Reprodução / Twitter
A medida que vem sendo chamada de “Cura Gay”, aprovada pela comissão presidida por Feliciano, na última terça-feira, permite que psicólogos tratem a homossexualidade como se fosse uma doença. Para a medida ser posta em prática, ainda é preciso passar por outras duas comissões da Câmara: Seguridade Social e Constituição e Justiça.
Cher ainda usou o Twitter para afirmar que adora seus amigos gays: “Parece estranho, mas não consigo me lembrar de uma época em que eu não estava rodeada de amigos gays. (…) Sempre os melhores!”, ela publicou. No próximo domingo, a cantora vai se apresentar na Parada do Orgulho Gay de Nova York.
Na última quarta-feira, Cher fez a primeira apresentação ao vivo na TV, em mais de uma década, no programa “The Voice”, que atraiu 15,3 milhões de telespectadores, nos Estados Unidos. Ela apresentou “Woman’s World”, sua nova música de trabalho.
Publicado originalmente no Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário